Verdão vence o Galo e assume a ponta do BR

Futebol

12/05/2019  

Batendo recordes de invencibilidade, o Palmeiras foi até o Mineirão e venceu, neste domingo, o invicto Atlético Mineiro, por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro. Bruno Henrique, carrasco atleticano com cinco gols em três jogos, marcou os dois gols da vitória alviverde. Com o resultado, o Verdão assumiu a ponta da tabela com dez pontos ganhos em quatro jogos. Na próxima rodada, o desafio é contra o Santos, no Pacaembu. Já o Atlético segue com nove pontos e fica na terceira posição do torneio e, na rodada cinco, recebe o Flamengo no Horto. Bruno Henrique matador Tentando manter a liderança e seguir como único time 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro, o Atlético Mineiro recebeu o Palmeiras no Mineirão. Para seguir com as boas marcas, Rodrigo Santana optou pela entrada de Adilson no lugar de Zé Welison no meio de campo, aprimorando a qualidade na saída de bola. Pelos lados do Alviverde, o técnico Felipão, depois de garantir a melhor campanha da primeira fase da Libertadores, seguiu com sua melhor formação, sendo a única novidade a presença de Raphael Veiga no lugar do lesionado Scarpa. Com a bola rolando, o Palmeiras se mostrou mais efetivo no campo de ataque, criando as melhores chances nos minutos iniciais e logo no início viu seu ataque perder boas chances com Deyverson e Zé Rafael. O Atlético, por sua vez, buscava organização ofensiva através dos contra-ataques e ameaçou a o gol alviverde com Réver e Geovânio. Com o equilíbrio permanecendo durante o jogo, as equipes apresentaram sinais de nervosismo, com muitas faltas e com dificuldade de organização tática por parte dos treinadores. Para buscar um melhor rendimento, Felipão inverteu Dudu e Zé Rafael, além de pedir para Bruno Henrique buscar mais aproximação com a área atleticana. Na defesa, Marcos Rocha, sempre vaiado quando encostou na bola, fez boa partida, segurando o ímpeto do Galo pelo lado esquerdo do ataque, principalmente nas investidas de Luan. O primeiro tempo se encaminhava para um 0 a 0 sem grandes emoções quando o Verdão acertou uma jogada que se iniciou em um contra-ataque puxado por Marcos Rocha. O lateral fez o cruzamento que, depois de desviar em Fábio Santos sobrou para Zé Rafael, que fez o toque para Raphael Veiga. O meia só ajeitou para Bruno Henrique que, de primeira, de fora da área, acertou o ângulo do goleiro Victor marcando um golaço. Foi o quarto gol do volante contra o adversário nos últimos dois campeonatos nacionais. Os paulistanos administraram o placar até o intervalo. Bruno Henrique se consolida como carrasco atleticano O segundo tempo começou com um Palmeiras mais presente no campo de ataque e com maior controle do jogo. Nos primeiros cinco minutos da etapa final, o Alviverde teve a bola nos pés em quatro. A pressão deu resultado e, depois de tentar com Raphael Veiga, foi a vez de Bruno Henrique, sempre ele, marcar mais uma vez. Depois de tabelar com Dudu pelo lado esquerdo, o volante recebeu de fora da área e bateu colocado, sem chances para Victor que apenas observou a bola morrer no fundo das redes. Com o segundo gol e a clara falta de postura da equipe, Santana mexeu na sua equipe, abrindo mão de Adilson para a entrada de Nathan em busca de mais organização pelo meio e mais presença no ataque. A torcida do Galo ficou irritada com atuação ruim do time e passou a vaiar, principalmente os experientes Elias, Fábio Santos e Ricardo Oliveira. O atacante, que havia sentido em alguns momentos durante a segunda etapa, deixou o gramado para a entrada do jovem xodó Alerrandro. No Palmeiras, Moisés entrou no lugar de Raphael Veiga no meio campo. Com as mudanças, o Galo começou a ter mais presença e viu um Palmeiras inteligente chamando o time para o campo de ataque e aproveitando dos erros. Santana colocou Vinicius Góes no lugar de Geovânio enquanto Felipão colocou Felipe Pires e Hyoran nos lugares de Dudu e Zé Rafael. As alterações deixaram o jogo mais cadenciado, com o Palmeiras inteligentemente esperando pelo contra-ataque e, firme na defesa, impedindo as boas ações do Atlético-MG. Com esse cenário, diante de um público de 24.368 torcedores, o Palmeiras venceu por 2 a 0 e assumiu, pelo menos provisoriamente, a liderança do Campeonato Brasileiro.

 

Texto retirado de ogol.com.br


Top