Messi brilha mais uma vez e deixa Lyon para trás

Futebol

13/03/2019  

O Lyon vendeu caro a eliminação no Camp Nou, mas acabou goleado pelo Barcelona por 5 a 1. Tudo por conta do talento de Lionel Messi, que fez a diferença, com dois gols e duas assistências. Apesar do placar elástico, o torcedor do Barça chegou a viver momentos de tensão no segundo tempo, quando o Lyon ensaiou reação. Messi veio ao resgate do Barça para garantir a vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. Contendo a zebra Único remanescente espanhol na Liga dos Campeões, o Barcelona tratou de levar a sério o Lyon, para evitar ser surpreendido como foram Real e Atlético de Madrid. Superior em todo o primeiro tempo, o clube catalão praticamente decidiu a partida antes do intervalo. Anthony Lopes bem tentou segurar o ímpeto do Barça. Com grandes defesas, o goleiro fez grandes defesas, mas nada pode fazer quando Denayer cometeu pênalti. Messi, de cavadinha, colocou o time da casa em vantagem. Lopes seguiria sendo o destaque da partida até deixar o campo aos 33 minutos, resultado de choque violento com Coutinho. O brasileiro, aliás, foi o autor do segundo gol, aos 32 minutos, embora tenha tido apenas o trabalho de empurrar para o gol vazio depois de grande jogada de Suárez, passando entre dois marcadores antes de fazer a assistência. Messi aparece em momento decisivo Marçal salvou novo gol de Messi no primeiro lance da segunda etapa, mas a verdade é que o Barcelona não voltou com a mesma intensidade da primeira etapa. Dosando o ritmo, o time catalão acabou por levar um susto. Aos 13 minutos, depois de bate-rebate na área, Tousart aproveitou a sobra para arrematar com força para o gol, diminuindo a diferença. O Lyon precisaria de apenas mais um gol, e o jogo mudou rapidamente de cara. Os minutos seguintes foram de pressão total do time francês. O Barça só voltou a agir depois das saídas de Coutinho e Arthur, para as entradas de Dembélé e Vidal, ganhando mais força no meio-campo e velocidade para os contra-ataques. Quem resgatou o Barça, no entanto, foi mais uma vez Lionel Messi. O gênio argentino chamou a responsabilidade aos 33 minutos, deixou dos defensores no chão com um corte seco e finalizou de pé direito, sem muita força, mas o suficiente para matar Gorgelin, que ainda tocou na bola. Genial, Messi entregou o quarto gol para Piqué em novo contra-ataque, e o quinto para Dembélé. O Lyon foi incapaz de parar o craque do Barça e ficou pelas oitavas.

 

Texto retirado de ogol.com.br

Top