Cidade tem mutirão contra a dengue

São Caetano

11/06/2019  

O Aedes aegypti voltou a assombrar os brasileiros. Segundo o Ministério da Saúde, os casos de dengue no País cresceram mais de 300% em 2019. Alguns estados registram epidemia localizada da doença, incluindo São Paulo, principalmente no interior. Para que esta condição não chegue a São Caetano, a única forma é evitar a proliferação do mosquito. Por isso, a Prefeitura e o Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental) colocam nas ruas o Comando Contra a Dengue.

 

Serão quatro mutirões, um a cada 14 dias. O primeiro, já neste sábado (15/6), das 9h às 12h, que compreenderá os bairros Boa Vista, Santa Maria, Oswaldo Cruz e Olímpico. O calendário foi definido com base no número de notificações de cada região. Toda a cidade será contemplada pela ação até o fim de julho.

 

O Comando Contra a Dengue reunirá agentes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), agentes comunitários de Saúde, atiradores do Tiro de Guerra 02-069 e voluntários da Prefeitura e do Saesa. Todos estarão identificados.

 

"Estamos formando uma grande corrente. E, para garantir a eficiência da ação, é fundamental que os moradores autorizem a entrada dos nossos agentes nas casas. Nosso pessoal está preparado para eliminar possíveis criadouros e a orientar a população a não deixar acumular água. Todos precisam fazer a sua parte", ressalta a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone.

 

Durante os mutirões, os agentes e voluntários também distribuirão material informativo, com orientações sobre como combater a proliferação do Aedes aegypti. Além da dengue, o mosquito transmite outras doenças, como zika e chikungunya.

 

Algumas dicas são eliminar a água parada; tampar tonéis e caixas d'água; preencher pratos de vasos de plantas com areia; manter as calhas sempre limpas; deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo; manter lixeiras bem tampadas; deixar ralos limpos e com aplicação de tela; limpar os potes de água para animais com bucha; retirar a água acumulada atrás da máquina de lavar roupa; cobrir piscinas; e deixar lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas.

 

A alta do número de casos de dengue no País preocupa especialistas, que alertam para a possibilidade de as notificações se aproximarem do recorde de 2015, quando foram registrados mais de 1,6 milhão de casos da doença – 62% na Região Sudeste.

 

Em São Caetano, de janeiro a maio deste ano, foram registradas 123 notificações, sendo que 67 aguardam resultado do laboratório e 35 foram descartadas para dengue. Dos casos confirmados, 16 são importados e cinco autóctones (quando a transmissão ocorre no próprio município).

 

No mesmo período de 2018 foram 38 notificações, sendo 29 descartadas. Todos os nove casos confirmados eram importados.

 

Confira o calendário dos mutirões nos bairros de São Caetano, sempre das 9h às 12h:

15/6 - Boa Vista, Santa Maria, Oswaldo Cruz e Olímpico;

29/6 - Mauá, Jardim São Caetano, Nova Gerty e São José;

13/7 - Santa Paula, Santo Antônio, Centro e Cerâmica;

27/7 - Prosperidade, Fundação e Barcelona.

Top